América Latina e Caribe devem sofrer contração de 9,1%, com desemprego em 13,5%

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) atualizou nesta quarta-feira, 15 suas projeções, prevendo agora que a região sofrerá contração de 9,1% em 2020. Apenas na América do Sul, ela espera recuo de 8,4%. Segundo o relatório da entidade, o choque com a pandemia é tão grande que levará, no fim deste ano, o PIB per capita da América Latina e do Caribe a nível similar ao de 2010. “Ou seja, haverá um retrocesso de dez anos nos níveis de renda por habitante”, destaca.

A secretária-executiva da Cepal, Alicia Bárcena, afirma que a entidade prevê agora um quadro pior no desemprego, “o que por sua vez provocará uma deterioração importante nos níveis de pobreza e desigualdade”. A expectativa agora é que a taxa de desemprego regional fique em cerca de 13,5% no fim deste ano, uma revisão em alta (de 2 pontos porcentuais) ante a estimativa de abril e um avanço de 5,4 pontos porcentuais com relação ao registrado em 2019 (8,1%), segundo o relatório da Cepal.

Redução de Dívidas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.