Chefe do tráfico do Morro da Penha é preso em apartamento em Jardim Camburi

A Polícia Civil apresentou nesta segunda-feira (21) a prisão de Hudson Xavier Loureiro, de 39 anos, apontado como o chefe de uma organização criminosa que atua no Morro da Penha, em Vitória. Ele foi preso na última sexta-feira (18) em um apartamento em Jardim Camburi, onde estava morando.

De acordo com os investigadores, Hudson assumiu o comando integral da organização criminosa do Morro da Penha após a prisão de Carlos Alberto Furtado da Silva, o Beto, que está preso há quatro anos. 


Questionado se Hudson é investigado pela morte de três jovens no Morro do Moscoso, o delegado-geral da Polícia Civil, José Darcy Arruda. Denúncias apontam que Beto, antecessor de Hudson no comando da facção, teria ordenado o ataque no Moscoso de dentro da cadeia. Essa informação, segundo o delegado, ainda não foi confirmada.

“O Hudson iniciou no tráfico junto com o Beto, no Morra da Penha e vinha comandando. Estávamos investigando e descobrimos onde ele estava, num bairro nobre de Vitória e lá realizamos a prisão. Quanto ao Beto, o que posso dizer é que nossos presídios são muito seguros. Tudo será investigado e, se houver relação, isso será provado”, conta Arruda.

O suspeito já estava sendo monitorado pela polícia há algum tempo. Na última sexta-feira uma equipe foi ao apartamento em que estava morando, localizado em Jardim Camburi. Lá, policiais ficaram de campana até que conseguiram entrar no apartamento e prendê-lo.

As investigações apontam que essas facções criminosas possuem um esquema hierárquico em que criminosos têm funções. Segundo a Polícia, Hudson coordenava o tráfico e cuidava da parte financeira do esquema, que também envolve lavagem de dinheiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *