Escritor capixaba apresenta projeto cultural de incentivo a leitura para deputados estaduais

O escritor capixaba Leonardo Monjardim apresentou nesta segunda-feira (02), na Comissão de Proteção à Criança e ao Adolescente da Assembleia Legislativa, o Projeto Compartilhando Saber, que prevê a arrecadação e doação de livros às comunidades carentes de Vitória.

Segundo o idealizador do projeto, o escritor e membro da Academia Espírito-Santense de Letras, Leonardo Monjardim, a ideia do projeto é incentivar o hábito da leitura e surgiu diante dos baixos índices de leitura que o Brasil apresenta.


“O Brasil está com índice muito ruim de leitura e conhecimento. Atualmente, 30% da população brasileira nunca compraram um livro e 44% nem se quer leram um. Além disso, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), o Brasil tem aproximadamente 8,5% de analfabetos”, destacou Leonardo Monjardim.

Para Monjardim as tecnologias seriam grandes adversárias dos livros, mas isso não impede a sociedade de desenvolver e estimular o hábito da leitura ainda na primeira infância.

“Um grande problema que enfrentamos é a dificuldade dos jovens na interpretação de texto. Isso se dá também por conta da falta de incentivo da leitura na primeira idade, as pessoas não são instruídas em seus primeiros anos de vida a adquirir o costume de ler”, atestou. Para o escritor a falta de informação desencadeia inúmeros problemas sociais.

Leonardo explicou que apesar de desenvolver esse tipo de ação há 20 anos, recentemente o projeto surgiu como política pública, e, que a partir de outubro, ele pretende através da campanha motivar o conceito de que “livro parado é conhecimento guardado”.

“O brasileiro lê menos de dois livros por ano. Muitas pessoas que já têm o hábito da leitura ficam com os livros parados nas estantes de casa. A ideia é recolher os volumes de pessoas físicas e também de empresas públicas e privadas, para levar às comunidades carentes. O conceito é de fazer o livro circular, porque o conhecimento não pode ficar parado”, defendeu o convidado.

O presidente da Comissão, deputado Delegado Lorenzo Pazolini (sem partido), ressaltou sobre a seriedade e a importância do projeto.

“Sabemos que o nível educacional do país é extremamente baixo. Precisamos difundir as boas ideias e os bons conceitos. Fazer com que o capixaba tenha conhecimento das boas ações que são desenvolvidas em nosso Estado. A iniciativa do Leonardo Monjardim tem o intuito de estimular a mente dos jovens e também dos adultos. Por isso a comissão apoia a iniciativa e vai ajudar na arrecadação dos livros e na divulgação da campanha”, explicou Pazolini.

Também estavam presentes na reunião os deputados Luciano Machado (PV), vice-presidente da comissão, e Vandinho Leite (PSDB), membro efetivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *