Ex-presidente Temer é preso pela Lava-Jato

O ex-presidente da República Michel Temer (MDB) foi preso em sua casa, em São Paulo, na manhã desta quinta-feira (21), pela força-tarefa da Lava-Jato, no Rio de Janeiro. Os agentes da Polícia Federal também prenderam Moreira Franco (MDB), ex-ministro de Minas e Energia de Temer e ex-governador do Rio de Janeiro, preso na capital fluminense.

O ex-presidente Michel Temer responde a dez inquéritos na Justiça. Cinco deles tramitavam no Supremo Tribunal Federal (STF), abertos quando ele era presidente daRepública  – pois ele tinha foro privilegiado em função do cargo que ocupava desde 2016, quando assumiu a presidência com o impeachmento da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).  Esses cinco processos foram encaminhados à primeira instância depois que ele deixou o cargo.


Trata-se do segundo ex-presidente da República preso. Em abril do ano passado, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silba foi preso em São Bernardo do Campo,  em São Paulo,  e transferido para a sede da Polícia Federal em Curitiba, onde cumpre prisão após condenação em segunda instância.  

Reação de Temer


O ex-presidente Michel Temer reagiu à prisão afirmando trata-se de uma “barbaridade”, conforme o jornalista Kennedy Alencar, em sua conta no Twitter. O ex-presidente, também de acordo com o jornalista, está a caminho do Aeroporto de Guarulhos, após ser preso preventivamente, por tempo indeterminado, pelo juiz federal Marcelo Bretas, do Rio. Ele  será levado em um avião da Polícia Federal para o Rio de Janeiro.                                               
                                    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *