Posto de Identificação da Assembleia começa a funcionar

Expectativa é que serviço prestado pela Polícia Civil realize 60 atendimentos por dia.

Agora é possível retirar a sua carteira de identidade na Assembleia Legislativa (Ales). Começou a funcionar nesta quarta-feira (23) o Posto de Identificação da Casa. O serviço ofertado pela Polícia Civil (PC) está disponível no espaço Assembleia Cidadã, localizado no térreo do Palácio Domingos Martins, e funcionará inicialmente de segunda a sexta-feira, das 13 às 19 horas.


Para quem vai retirar a sua primeira identidade o serviço é gratuito, como é o caso da servidora pública Fernanda Braumer, que veio solicitar o documento para sua filha. “Aproveitei a ótima localização do posto para fazer a primeira identidade da minha filha e estou muito satisfeita com o atendimento”, afirmou.

Também é possível retirar a segunda via do documento, neste caso é cobrada uma taxa de R$ 58,17. “Fiquei sabendo do serviço pela minha esposa e resolvi tirar uma segunda via do meu documento, primeiro porque a minha já estava velha e também para incluir o meu CPF no documento, já que o antigo não possui”, explicou o servidor público Lorenzo Brunello.

A expectativa do superintendente da Polícia Técnico-Científica do Estado, Renato Koscky, é que sejam realizados 60 atendimentos diários no posto. “Estamos trabalhando com esse número inicial de 60 atendimentos por dia. Após dar a entrada com o pedido, o documento fica pronto num prazo de 20 dias e deve ser retirado aqui mesmo no posto”, afirmou o superintendente.

Espaço Assembleia Cidadã

O Posto de Identificação passa agora a agregar a novos serviços ofertados ao cidadão no prédio do Legislativo Estadual. Neste mesmo espaço também funcionam a Procuradoria da Mulher, a Delegacia do Consumidor, o Procon, além de duas agências bancárias.

Serviço – Posto de identificação

Funcionamento: segunda à sexta, das 13 às 19 horas

Local: Térreo do prédio da Assembleia Legislativa

Documentos necessários:

– 01 foto 3×4 recente (fundo claro) colorida ou preta e branca e em papel liso e brilhante;

– Certidão de nascimento (se for solteiro), certidão de casamento (se for casado) ou certificado de naturalização (original ou cópia autenticada);

– Comprovante de pagamento da taxa no caso de segunda via do documento;

– CPF, se o requerente desejar que conste o número desse documento na carteira de identidade. Nesse caso, o cidadão deverá apresentar o CPF original ou cópia autenticada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *