Trump sugere que Colômbia deve acelerar erradicação de cultivos de coca

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sugeriu nesta quarta-feira (13) que a Colômbia deve acelerar a erradicação de cultivos de coca, motivo de rispidez na relação bilateral, ao se reunir na Casa Branca com o presidente do país sul-americano, Iván Duque.

“Estamos trabalhando para que a Colômbia erradique parte do que estão cultivando na Colômbia. Não diria que neste estão adiantados em relação ao previsto. Mas, com sorte, o estarão em algum momento do futuro próximo”, declarou a jornalistas o presidente americano.


Sentando ao seu lado no Salão Oval, Duque interveio reafirmando seu compromisso com a destruição dos cultivos.

“Nos primeiros quatro meses da nossa administração, erradicamos 60.000 hectares, mais do que havia sido erradicado nos oito meses anteriores”, recordou.

“Temos uma meta. E nos comprometemos a cumprir essa meta, porque é nosso dever moral ter a Colômbia livre de cultivos ilegais e do narcotráfico. Cumpriremos porque é nosso dever moral”, disse o presidente colombiano.

Desde que assumiu em janeiro de 2017, Trump, que já cancelou duas visitas à Colômbia, criticou severamente a alta histórica dos cultivos de folha de coca no país latino-americano que, segundo a ONU, chegaram a 171.000 hectares plantadas em 2017.

O presidente americano aproveitou a reunião com Duque para reiterar a sua intenção de viajar a Bogotá. “Quero visitar a Colômbia. Estou desejando visitá-la”, disse.

Antes de sua viagem a Washington, Duque, que iniciou seu mandato em agosto de 2018, reconheceu que as relações entre Colômbia e Estados Unidos estão marcadas pelo tema das drogas por conta deste aumento exponencial dos cultivos, que mantém o país colombiano como o principal produtor mundial de cocaína.

Nas últimas décadas, os Estados Unidos outorgaram ajudas milionárias à Colômbia para combater o narcotráfico e as guerrilhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *