Reeleição de Maia ganha força com saída de Arthur Lira, líder do PP

A reeleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) à presidência da Câmara ganhou mais força. O líder do PP na Casa, Arthur Lira (AL), anunciou nesta terça-feira (29) a retirada de seu nome na disputa ao cargo.

Lira queria formar um bloco composto por PP, MDB, PTB e PT. No entanto, membros dos partidos, do PDT e do PCdoB resistiram ao agrupamento.


O deputado publicou em seu perfil oficial no Facebook que os congressistas do bloco definirão nesta quarta-feira (30) qual candidatura terá o apoio do grupo.

A medida favorece Maia, já que agora tem menos concorrentes. O demista já conquistou o apoio oficial de 13 siglas, que contam com 293 deputados. Para vencer no 1º turno, é necessário obter maioria absoluta (257 votos). Caso contrário, a disputa irá para o 2º turno entre os 2 mais bem votados.

Também concorrem ao cargo Fábio Ramalho (MDB-MG), Alceu Moreira (MDB-RS), General Peternelli (PSL-SP), JHC (PSB-AL), Marcel van Hattem (Novo) e Marcelo Freixo (PSOL-RJ).

A disputa no Legislativo é crucial para o Planalto. Os presidentes das duas Casas podem embalar ou atrapalhar o governo.

Os presidentes das Casas têm autoridade para definir a pauta de votações, influir na escolha de relatores de propostas importantes e emperrar ou autorizar a abertura de CPIs (Comissões Parlamentares de Inquérito).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *