Uruguai e Argentina pedem eleições livres e confiáveis na Venezuela

Os presidentes do Uruguai, Tabaré Vázquez, e da Argentina, Mauricio Macri, pediram nesta quarta-feira (13) eleições “livres, críveis e com controles confiáveis” como uma saída para a crise venezuelana, enquanto analisam se levam adiante os acordos comerciais com países fora da região para revigorar o Mercosul.

Uruguai e Argentina “pedem que se encontre uma solução democrática com eleições livres e críveis e com controles internacionais confiáveis” na Venezuela, expressaram em uma declaração conjunta divulgada pela presidência uruguaia.


Os dois líderes se encontraram por duas horas na fazenda presidencial de Anchorena, no departamento de Colonia, a 200 km a oeste de Montevidéu.

Apesar das boas relações de Vázquez, que termina seu segundo mandato no dia 1º de março de 2020, com Macri, que tentará reelegê-lo nas eleições de 27 de outubro, seus países têm posições antagônicas em relação à crise venezuelana.

O Uruguai continua considerando Nicolás Maduro como presidente legítimo, enquanto a Argentina, juntamente com cerca de cinquenta países, reconhece o líder da oposição Juan Guaidó como presidente interino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *